Heraldrys Institute of Rome
Language Heraldrys Institute of Rome in Italiano Heraldrys Institute of Rome in English Heraldrys Institute of Rome em Português Heraldrys Institute of Rome auf Deutsche Heraldrys Institute of Rome en Español

Origen del apellido Vilas Boas, país de origen: Portugal

Nobleza: Senhores - Família Nobre
Heráldica de la familia: Vilas Boas
Corona de la nobleza Vilas Boas
A pessoa mais antiga deste apelido que se conhece é João Anes de V. Boas, senhor da Torre de Airó, nas faldas do Monte de Airó, freguesia de S. Jorge de Airó, termo de Barcelos, e dos reguengos de Vilas Boas, fidalgo muito distinto do tempo de D. Afonso III, o qual no reinado de D. Dinis assinou uma procuração dos fidalgos de Riba Minho. Supõe-se que era descendente de Gonçalo Gil de Eiró, senhor da torre de Airó, a quem se refere o Conde D. Pedro no Livro das Linhagens. João Anes de V. Boas foi casado e pai... Continuará
de Fernão Anes de V. Boas, senhor da mesma torre, da quinta de V. Boas, em Airó, e dos reguengos de V. Boas, em Trás-os-Montes, Foi vassalo do Rei D. Dinis e do seu casamento deixou um filho por nome Diogo Fernandes de V. Boas, senhor da torre e quinta de Airó e dos reguengos de V. Boas. Perdeu todos os bens da coroa e reguengos por lhos tirar D. Pedro I em castigo da liberdade em que viviam os moradores das suas terras, cujos bens D. Fernando deu à casa dos Abreus de Regalados. Este Diogo Fernandes foi para Castela, onde serviu o Rei D. Pedro o Cru nas fronteiras de Granada e ali se portou com muito valor, pelo que dizem ganhou armas novas. Depois da morte do Rei veio para Portugal e viveu na sua quinta de Airó. Contraiu matrimónio com Briolanja de Araújo, filha de Vasco Rodrigues de Araújo e de sua mulher e neta paterna de outro de igual nome e de sua mulher, D. Leonor ou Maria Velho, filha de Pedro Anes Velho, mestre da Ordem de Sant'Iago em Portugal.
Comprar un documento heráldico de Vilas Boas

Escudo de la familia: Vilas Boas

Escudo de la familia Vilas Boas

1 Blasòn de la familia Vilas Boas

De prata, com uma cruz florenciada e vazia de negro, acompanhada de oito caldeiras do mesmo, com asas serpentiferas de verde, as caldeiras postas em orla.

Citado em "Armorial Lusitano - Anuário da Nobreza de Portugal".

Comprar Escudo de la familia

Heraldrys Institute of Rome on Facebook

Heraldrys Institute on Facebook
© 2016 - 2017 Heraldrys Institute of Rome

Social Network

Heraldrys Institute on Facebook